Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Infelizmente...

... ou felizmente sou assim. Tenho um limite para a dor, tenho um limite para dar os meus 100%, tenho um limite para aceitar incondicionalmente os defeitos, os gestos menos agrádáveis, as palavras mais cruas e dolorosas, tenho um limite para acreditar no outro... Isto para dizer que constatei durante esta semana, depois daquela noite, que o meu coração já não está igual, que a saudade já não é maior que a minha alma, que desta vez não consigo esquecer, tão facilmente como as outras vezes, aquela noite. Porque não faz sentido viver no medo, na insegurança... porque, para além de não fazer sentido... eu não consigo... não consigo mesmo. E por muito que não acredites, eu dei o melhor de mim e... quero acreditar que também tenhas dado o melhor de ti... julgo é que, num espaço tão curto de tempo... conseguimos também dar o pior de nós mesmos.

publicado por penso_logo_existo às 10:19
link | comentar | favorito
1 comentário:
De Pinguim Alegre a 12 de Dezembro de 2007 às 19:16
Quando damos o melhor de nós... Mais nada importa.
Não importa o que possam pensar ou dizer. Porque nós demos o melhor de nós e disso ninguem poderá nunca duvidar!

Bj

Comentar post

eu

encontrar neste blog

 

Janeiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pensamentos recentes

Há quem diga...

Prioridades

Infelizmente...

Queria eu...

Tentei...

E só eu sei....

A sério para mim...

E agora?

Porque será...

Estou cansada!

pensamentos arquivados

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

links

blogs SAPO

subscrever feeds